o equipamento é suscetível a ataques internos? — Tribunal Superior Eleitoral

Compartilhe

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

É bastante restrito o acesso às informações da urna eletrônica. Somente um grupo pequeno de servidores e de colaboradores do TSE tem acesso ao código-fonte e está autorizado a fazer modificações no software, que é o mesmo em todo o Brasil e está sob controle estrito do TSE.

Além disso, o conhecimento sobre os sistemas eleitorais é segregado dentro do TSE. Isso significa que a equipe responsável pelo software da urna não é a mesma que cuida do sistema de totalização de resultados.

Série

O conteúdo da série “Desvendando a Urna” também pode ser conferido no TikTok e nas redes sociais do Tribunal.

O próximo mito a ser esclarecido será “Softwares maliciosos podem ser inseridos na urna eletrônica?”. A resposta você confere na próxima matéria da série, que será veiculada na quinta-feira (15).

RC/LC, DM

Leia Também

Logo - Centro - Branco

Localização

Rua Enxovia, 472, Conjuntos 1409/1412
Chácara Santo Antonio – São Paulo

Contatos

5186-9599 / 5186-9591 contato@aoladvogados.com.br