Mulher que foi Exposta no Emprego Após Aborto Legal Será Indenizada

Compartilhe

Hoje em dia com a disseminação da tecnologia e redes sociais as pessoas estão cada vez mais expondo a vida de outras pessoas de forma inconsciente, e quando a exposição vem da própria empresa em que você trabalha?

Uma mulher que realizou um aborto legal deverá ser indenizada por danos morais no valor de R$50.000,00 (cinquenta mil reais) conforme a decisão 11ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região, no processo 0010255-81.2020.5.03.0139, após sua privacidade ter sido exposta no local de trabalho onde atuava como atendente de telemarketing.

A empregada alegou que ao saber da gravidez indesejada, conversou com sua supervisora contando do crime em que foi vítima e após ser afastada recebeu mensagens de seus colegas de trabalho a parabenizando pela gravidez, mesmo tendo feito o pedido de sigilo e discrição.

O sigilo nesses casos devem existir não somente dentro do hospital mas também no seu local de trabalho, assim como em todos os lugares em que a vítima frequentar, ou seja, o sigilo deve ser total. Uma vez que toda a informação for levantada a vítima sofrerá novamente ao relembrar do acontecimento (estupro) que resultou a gravidez.

Devemos lembrar que a exposição da vítima pode agravar ainda mais os danos psicológicos já sofridos em decorrência do fato.

Já passou por alguma situação de exposição no ambiente de trabalho ou gostaria de ajuda jurídica? Entre em contato conosco, um especialista poderá lhe ajudar!

Leia Também

AnyConv.com__Logo-Centro-Branco

Localização

Rua Enxovia, 472, Conjuntos 1409/1412
Chácara Santo Antonio – São Paulo

Contatos

5186-9599 / 5186-9591 contato@aoladvogados.com.br